Ah, para!

Mas é verdade! Muitas das piadas que você ouve em “InFernando seus ouvidos” foram criadas a partir de fatos vividos por mim ou por conhecidos meus. Dá uma olhada…

A gente estava com uma Peça em cartaz, o ensaio tinha sido longo. Tudo o que a gente queria era encontrar uma padaria aberta pra poder comer alguma coisa. “Eu sei de uma padaria na rua Santo Antônio, do lado do sindicato dos padeiros”. A gente foi, (a gente estava faminto!) e, talvez por causa disso, que o meu amigo não deu muita importância quando, o balconista, sem saber o que fazer com aquele baita fio de muçarela – que não queria, de jeito nenhum, se desgrudar da “Pizza Mãe” – abocanhou o fio de queijo na cara-dura, sem a menor vergonha, entregando em seguida o pedaço de pizza para ele… Mas também, né? A gente tava com fome, pô!

Fernando Bueno

Eu trabalhava como confeiteiro num Hotel no interior de São Paulo. Fim do expediente… Eu só queria entrar num bar e beber uma coca geladinha. Perguntei pra moça: você tem coca? Ele devolve: “Lata ou garrafa?” Eu respondi: Garrafinha! “Garrafinha a gente não tem!” Eu parei, dei uma encarada séria pra ela, como quem pensa: “Essa mina tá me zoando…” Mas, ok, vida que segue. Deixei passar. Na mesma semana eu volto no bar e peço de novo: Uma coca, por favor! A mesma pergunta: “Lata ou garrafa?” Eu pensei na hora “Oba! A Coca KS chegou!” sóquenão! Na hora ela me responde: ‘Garrafinha não tem!’ Eu comecei a rir, a rir muito… Mas o pior é que a moça me olhava com uma cara de quem não fazia a menor ideia do porquê de eu estar rindo daquele modo. Coisas do Brasil!

Fernando Bueno

Outra história que também foi real, foi o episódio da moça que numa Oficina Cultural confessou diante de todos que havia sido abduzida. Sim, pasmem! Mas deixa eu falar: Muito do que eu narrei naquele episódio foi carregado de sarcasmo apenas para a piada funcionar, porque, na verdade, todo mundo que ouviu a história da moça foi super respeitoso, até eu, acredite! (kkkk). Talvez seja esse o mais interessante da comédia: ela nunca é uma lente que vê de perto a realidade, muito pelo contrário, quanto mais de longe ela olha para seu objeto de interesse, mais engraçada ela fica. Daí a necessidade de narrar esse episódio da “Laura Abduzida” com tantos exageros. Afinal já é cômico imaginar o que um grupo de atores faria para chamar a atenção. O que dizer, então, quando um deles ‘apela’ para uma abdução? Ninguém resiste, simples assim!

Fernando Bueno

Últimas postagens

Era uma vez… A ternura.

TEMPORADA 3 – EPISÓDIO 1 É isso aí pessoal! A 3ª Temporada de “InFernando seus ouvidos” já está no ar! E no Episódio de estreia Fernando Bueno nos fala sobre a ternura de uma sociedade que tenta suavizar tudo, sempre com o intuito de tornar a realidade um pouco mais palatável a todos nós! Dos Contos de Fadas até os pacotes de Lenços Umedecidos… É ternura que não acaba mais! http://www.infernandoseusouvidos.com Créditos trilha: Poema “O Fortuna” de Carmina Burana, música de Carl Orff. / Halloween de John Carpenter.

Os 7 Selos

TEMPORADA 2 – EPISÓDIO 4 No 4º e último Episódio da Temporada, Fernando Bueno revela o motivo do mundo ainda não ter acabado: A culpa é da Laodiceia! Quem é ela? Com quem ela anda? Do que ela gosta? Quais são seus hábitos? Descubra os mistérios que envolvem a vida e a história dessa igreja que fez mais discípulos no Brasil do que o próprio Jesus Cristo. Créditos da trilha: “Apocalypstick” – Serge Gainsbourg e Jane Birkin

Carta às 7 Igrejas Brasileiras

TEMPORADA 2 – EPISÓDIO 3 Momento escatológico no Podcast InFernando seus ouvidos! Quem diria que caberia a nós (ou somente a mim?) revelar o grande achado arqueológico das 7 Cartas Apocalípticas endereçadas às igrejas brasileiras? Conecte-se com a gente e descubra as revelações feitas às igrejas do Brasil! Créditos da trilha: “Je t’aime… Moi non plus” – Serge Gainsbourg e Jane Birkin.

Loading…

Something went wrong. Please refresh the page and/or try again.